• navegamais

Saiba as 5 dicas de como se proteger de golpes no WhatsApp

Atualizado: 23 de mar.

Com cuidados simples, usuários conseguem aproveitar todas as potencialidades da ferramenta sem dores de cabeça.


Os brasileiros encontraram na tecnologia uma forma de enfrentar o isolamento social, necessário para combater o coronavírus. Com 120 milhões de usuários no país, o WhatsApp se transformou na ferramenta preferida para se aproximar de parentes e amigos e minimizar os transtornos da distância. O volume de mensagens diárias aumentou em 40% desde março, segundo um estudo da empresa de pesquisa de mercado Kantar.


Tamanho sucesso do aplicativo se deve à facilidade de uso e a segurança que ele oferece. O WhatsApp é uma ferramenta que garante 100% da privacidade de seus usuários, porque utiliza a criptografia de ponta-a-ponta. “Essa medida assegura que somente você e a pessoa com a qual está se comunicando podem ler o que é enviado e ninguém mais, nem mesmo o WhatsApp. Isso porque mensagens são criptografadas com um cadeado único, onde somente você e o destinatário possuem uma chave especial para abrir e ler a mensagem”, explica Taciana Lopes, líder de Consumer Marketing no Facebook Brasil.


Mas, para evitar cair em golpes, você precisa ficar atento. Com cinco cuidados simples, você amplia sua proteção e pode matar a saudade dos seus amigos e familiares sem dores de cabeça. Confira:


1. Nunca compartilhe seu código de ativação de WhatsApp

Se alguém estiver tentando roubar sua conta, essa pessoa precisará do código de confirmação que será enviado por SMS para seu número de telefone. Sem esse código, não é possível concluir o processo de confirmação de seu número no WhatsApp. Assim, você continua com total controle sobre sua conta. Por isso, não mande esse código para ninguém, nem mesmo para as organizações nas quais você confia - o WhatsApp nunca pedirá que você compartilhe essa informação.



2. Ative a confirmação em duas etapas na sua conta do WhatsApp.

A confirmação em duas etapas funciona como uma senha extra do seu WhatsApp. “Ela adiciona uma camada de segurança à conta, pois a pessoa que quiser acessá-la através de outro aparelho precisará dessa senha de 6 dígitos, tornando o roubo da conta muito mais difícil”, afirma Taciana.


Para ampliar a segurança do seu WhatsApp, abra o aplicativo, vá em “Ajustes”, depois “Conta”, “Confirmação em duas etapas” e escolha sua senha! Agora, qualquer um que tentar entrar na sua conta de WhatsApp deverá colocar essa senha. Jamais a divida com ninguém.


3. Desconfie de ligações de empresas se o atendente usar uma linguagem muito informal

Sabe aquele serviço que dá acesso a milhares de canais de TV do mundo inteiro oferecido numa ligação vinda de um número estranho? Ou aquela promoção para comprar recarga ilimitada de celular 10 vezes mais barata do que o preço de mercado? Desconfie de golpe sempre que receber uma oferta de promoções e prêmios. Se ela chegar por um link, evite a tentação de clicar nele, ainda mais se for compartilhado por um estranho ou integrante de um grupo que você não conhece pessoalmente. Esses sites são feitos para roubar dados pessoais dos usuários ou ganhar dinheiro ilegal com publicidade.


Também tome cuidado com pedido urgente de dinheiro de amigo ou parente. Quando receber uma solicitação dessas, jamais tome qualquer providência sem antes ligar para quem entrou em contato e confirmar as informações.


4. Não instale apps de terceiros

É importante que você nunca baixe aplicativos desconhecidos ou de lojas não oficiais, pois eles podem conter vírus. Também procure manter o WhatsApp e o sistema operacional de seu celular sempre atualizados para garantir proteção contra as mais recentes ameaças de segurança. Os especialistas também aconselham que você instale um antivírus no seu smartphone.


5. Jamais compartilhe informações pessoais a pedido de ninguém pelo WhatsApp.

Com o WhatsApp, você tem 100% da sua privacidade garantida. Mas, para que ninguém faça uso indevido de suas informações, você precisa evitar repassar dados pessoais, como CPF ou data de nascimento, para outra pessoa, mesmo que solicitado. Lembre-se que a pessoa pode ter tido sua conta hackeada. Além disso, essas informações podem ser repassadas indevidamente para outros usuários, que podem utilizá-las em fraudes.


Fonte: https://g1.globo.com/

2 visualizações0 comentário